Os vereadores de Petrópolis retomaram as sessões ordinárias nesta quarta (17/01), após recesso quinzenal de fim de ano, e já se depararam com um tema polêmico: a regulamentação do Uber em Petrópolis.

Após muita discussão acerca do tema por parte da população, especialmente pelas redes sociais, com o início da operação do aplicativo em Petrópolis, na última sexta-feira dia 12, os vereadores aprovaram uma indicação legislativa do vereador Dudu (Patriota), sugerindo ao Governo Municipal o envio de Projeto de Lei para a regulamentação do serviço de transporte individual privado de passageiros.

O plenário da Câmara ficou lotado, com mais de 200 taxistas que compareceram ao Palácio Amarelo para acompanhar a votação. A indicação legislativa foi incluída na ordem do dia e aprovada com 13 votos favoráveis, com o voto contrário da vereadora Gilda Beatriz (MDB) e uma ausência.

Em sua defesa aos taxistas, o vereador Dudu, argumentou que a própria Constituição Federal, em seu art. 30, prevê que compete aos Municípios legislar sobre assuntos de interesse local.  “Como agora, deixar de lado essa classe de trabalhadores que está ameaçada de não ver seus sonhos realizados, seus filhos formados, com a chegada dessa concorrência desleal que não oferece o mínimo de segurança aos passageiros”, disse o vereador.

O presidente da Câmara, vereador Paulo Igor (MDB), destacou também a importância dessa regulamentação, pois o Uber começou a funcionar em Petrópolis de maneira paralela, sem nenhuma interferência pública no serviço. “Quando se trata de um serviço de transporte de passageiros, a preocupação deve sim ser redobrada. Todos nós queremos um serviço mais barato, mas que seja prestado com segurança, legalidade e transparência”, defendeu.