A terceira edição do Prêmio Padre Quinha homenageou 22 pessoas e instituições indicadas pelos vereadores que se dedicam às causas sociais no município. A solenidade aconteceu na noite de quinta-feira (12.07) no plenário da Câmara Municipal. A premiação, instituída em 2016, tem como objetivo manter vivo o legado deixado pelo Padre Quinha, que em sua trajetória sempre defendeu os mais necessitados.

“Valorizar, por intermédio desta premiação, as instituições e pessoas que devotam parte de sua vida às causas sociais, é motivo de orgulho para a Câmara. Esse prêmio tem o viés de consagrar o trabalho e todas as ações que contribuem para que os menos necessitados possam ter um alento. Temos que lembrar sempre que o Padre Quinha não poupou, em sua trajetória, esforços para ajudar a todos. E esse é o caminho que sempre devemos seguir”, aponta o presidente da Câmara, vereador Roni Medeiros (PTB).

O vereador de São José do Vale do Rio Preto, Fabio Meirelles Guerra, petropolitano de nascimento e um dos homenageados da noite, falou sobre a emoção de ser agraciado com a premiação e lembrou que “o Padre Quinha era um verdadeiro emissário de Deus. Falar de Padre Quinha é falar de coração, bondade e amor. Sua passagem foi de grandes feitos, pois se importava com os menos favorecidos e que precisavam realmente de um acolhimento. Obrigado por fazer parte deste momento”, disse ele.

A vereadora Gilda Beatriz (MDB), representando os parlamentares, declarou que “ao instituir o prêmio para pessoas e entidades com reconhecido mérito nas causas sociais, a Câmara homenageia também uma personalidade cuja simplicidade e altruísmo foram à força motriz de sua existência. Padre Quinha, que nos deixou no dia 18 de janeiro de 2013, é uma dessas personalidades que permanecem vivas mesmo após a sua morte”, afirmou a vereadora, lembrando que a Oficina de Jesus, instituição fundada pelo pároco, funciona ao longo de 21 anos promovendo atendimentos a pessoas com problemas com álcool e drogas.

O evento contou ainda com a presença do ex-vereador Jamil Sabrá Neto e do presidente da 3ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Petrópolis), Marcelo Schaefer.

Padre Quinha foi um dos religiosos mais respeitados na cidade, por todo trabalho social. Atuou como sacerdote diocesano por mais de 15 anos, sendo vigário nas paróquias do Itamarati, de Corrêas e da Catedral São Pedro de Alcântara, onde sempre dirigiu o ministério aos menos favorecidos.

As fotos da homenagem podem ser acessadas aqui

Homenageados de 2018

Luiz Carlos de Souza e Sergio Luiz Pereira Servolo (Antônio Brito)

Projeto Social C3 e Helena Maria Bretz (Gilda Beatriz)

Escola Doméstica de Nossa Senhora do Amparo (Jamil Sabrá Neto)

Gustavo Pereira Santos e Michel Périco Benevides (Jorge Relojão)

Reverendíssimo Pastor Carlos Roberto de Almeida e Tiago de Azevedo Almeida (Justino do Raio X)

Hélio Moura Filho e Zuleide dos Santos (Luizinho Sorriso)

Maria Isabel Pereira e Projeto Missão Calebe (Marcelo Da Silveira)

Edson Fernandes e José Alfredo Alves Monteiro (Meirelles)

Fábio Meireles Guerra Júnior (Vereador de São José do Vale do Rio Preto) e Fraternidade Cósmica Universal (Prof. Leandro Azevedo)

Ong Sal para Terra e Marcelo Raposo da Silva (Ronaldão)

Felipe da Silva Pereira Gomes e Solange Pontes Diniz (Roni Medeiros)

Acampamento Juvenil – 25 anos (Wanderley Taboada)

banner principal