O vereador Roni Medeiros (PTB) foi eleito presidente da Câmara Municipal de Petrópolis na sessão realizada nesta terça-feira (17/04). Atendendo a determinação do Regimento Interno da Casa, a Mesa Diretora promoveu eleição para o cargo após a renúncia do então presidente Paulo Igor na segunda-feira. Medeiros foi eleito por oito votos, contra três recebidos pelo Professor Leandro Azevedo (PSB) e um pela vereadora Gilda Beatriz (MDB), que também concorreram ao cargo.

O novo presidente agradeceu o apoio dos parlamentares que confiaram em seu nome para conduzir os trabalhos na Câmara até o próximo dia 31 de dezembro, quando se encerra o mandato da atual mesa diretora. “É necessária a União e todos nós para defender a instituição, fazendo dela um instrumento verdadeiro da democracia e da participação popular. Foi para isso que a sociedade nos confiou nossos mandatos”, disse.

Líder do governo Bernardo Rossi na Câmara até então, Medeiros pretende manter o diálogo com os demais vereadores no sentido de promover a harmonia entre os poderes, facilitando a governança, mas garante que não vai deixar de resguardar as competências constitucionais do Poder Legislativo, principalmente as legislativas e de fiscalização das ações executivas.

Roni Medeiros tem 50 anos, é natural de Petrópolis, casado e tem dois filhos. Comerciante, está em seu segundo mandato como vereador, mas tem atuação política há quase 30 anos, sempre atuando ao lado do irmão, Ronaldo Medeiros, atual de Secretário de Obras do município que também foi presidente da Câmara Municipal.

O novo presidente recebeu votos favoráveis dos vereadores Meirelles (PP), Justino do Raio X (MDB), Jamil Sabrá Neto (PDT), Wanderley Taboada (PTB), Relojão (PRP), Luizinho Sorriso (PSB) e Ronaldão (PR). Azevedo teve o apoio de Marcelo da Silveira (PSB) e Antonio Brito (PRB). Gilda Beatriz não obteve nenhuma adesão.

Momentos antes da votação, Medeiros renunciou ao cargo de 1º vice-presidente para poder concorrer à presidência. Na sessão dessa quarta (18/4), às 16 horas, a Câmara deverá eleger seu novo primeiro vice-presidente.