A Câmara Municipal de Petrópolis realizou na tarde de ontem (29/11) a 28ª edição do Projeto Câmara Mirim, desta vez com a participação de escolas da rede particular de ensino de Petrópolis. Dezenove alunos do 5º ao 9º período do ensino fundamental participaram do projeto, que tem como objetivo construir cidadãos mais conscientes e interessados em política, além de oferecer aos estudantes uma oportunidade de conhecer na prática o funcionamento do Legislativo Municipal.

Os alunos foram selecionados por meio de redações que falaram sobre os problemas de Petrópolis, ou do bairro onde moram. Além das preocupações dos  “vereadores mirins”, as redações também trouxeram sugestões para solucionar esses problemas. Foram abordados temas como mais investimento na saúde, reparos nas vias urbanas e nas calçadas, mais opções de lazer em praças públicas, falta de segurança e iluminação pública, recolhimento e castração de animais de rua, entre outros.

O 1º vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Roni Medeiros (PTB), recebeu os vereadores mirins e os parabenizou pela competência, dedicação e responsabilidade com que conduziram os trabalhos. "Eles representaram muito bem suas respectivas escolas e contribuíram com o trabalho da Câmara, ao indicarem as necessidades da cidade e de suas respectivas comunidades. Esse projeto é muito importante para formar cidadãos mais conscientes, e para desenvolver nos próprios alunos uma visão de como funciona a política e como é possível transformá-la", destacou o vereador, que entregou os certificados de participação a todos os 19 participantes.

Na ocasião, foi realizada a escolha do presidente da Câmara Mirim, e a eleita foi a aluna Thamine Lago Miquelotte Julião, representante do Colégio Petrópolis, ao lado de Lyvia Cancella e Paulo Vinícius Pantaleão. Participaram ainda Emanuelle de Brito Alves e Marcelle Pires Mussel (Bom Jesus São José); Guilherme da Cunham Nicole Almeida da Silva e Gabriela Soares de Sá (Escola Sesi); João Gabriel Ritzes e Enzo Fernandes (Cenecista); Estevão de Souza Fonseca e Diego Ramos da Silva (São Judas Tadeu); Laura Rodrigues Valente e Vitória Galindo Evangelista (Santa Isabel), Maria Eduarda Faria e Julia Limoeiro de Lima (PH); Nathan de Oliveira e Miguel Firmino (Centro Educacional Krimberg); e Isabela de Oliveira Rocha (CEMB).

As indicações, que serão encaminhadas ao prefeito Bernardo Rossi, abordaram necessidades de bairros como Alto da Serra, Bingen, Mosela, Cascatinha, Pedro do Rio e Secretário, além do próprio Centro Histórico. O Projeto Câmara Mirim foi criado em 2001, e sofreu uma alteração pela Lei 7.113/2013, de iniciativa da Mesa Diretora da Câmara, que incluiu as escolas particulares no projeto. São realizadas duas edições por ano, uma a cada semestre, havendo um revezamento entre escolas públicas e particulares.