A Câmara Municipal promoveu, nesta segunda-feira (03.12), o evento comemorativo dos 80 anos de existência do Instituto Histórico de Petrópolis (IHP). A solenidade contou com a conferência do professor José Murilo de Carvalho, membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e a da Academia Brasileira de Letras, além da presença maciça de membros do IHP, autoridades e representantes da sociedade civil petropolitana.

“A Câmara fica honrada por sediar a festividade dos 80 anos do IHP. Quero parabenizar efusivamente todos os membros, que ao longo de tantos anos, trabalham para proteger, valorizar e solidificar a história de Petrópolis. Estaremos sempre de portas abertas para o IHP, mantendo esse forte elo entre ambas as instituições”, atesta o presidente da Câmara, vereador Roni Medeiros.

A presidente do IHP, Fátima Argon, disse que “o IHP luta para proteger e valorizar a história da cidade, que se diferencia de tantas outras, pela sua importância na construção do país. Devemos exaltar todo trabalho realizado por nossos antecessores e pelos atuais membros, que vislumbram a oportunidade de contribuir com a preservação do passado e a construção do futuro de Petrópolis”.

A palestra proferida por José Murilo de Carvalho abordou questões envolvendo o contexto político durante o Império e a transição para a República, tendo uma plateia de mais de 50 pessoas.

Um pouco da história do Instituto Histórico de Petrópolis

Dentro da estrutura do IHP, os associados elegem novos presidentes dentro de um período de dois em dois anos. Entre as atribuições da organização estão a investigação, o estudo, a discussão e a divulgação histórica do município. A organização do instituto também prevê a colaboração na preservação dos bens culturais.

Na categoria de sócios estão os fundadores (em memória), os efetivos, em número de 40, dos quais 30 devem ser residentes em Petrópolis, além dos correspondentes, honorários e eméritos. A direção do IHP é formada pela Assembleia Geral, Diretoria e a Comissão de Contas. 

No biênio 2017-2018, a presidência do Instituto Histórico de Petrópolis é realizada por Fátima Argon, tendo como vice-presidente Joaquim Eloy Duarte dos Santos.

O IHP foi instalado no dia 02 de dezembro de 1938 em uma das salas da Câmara. Sua data coincide propositalmente com a data de aniversário do Imperador Dom Pedro II e teve como presidente de honra o príncipe Dom Pedro de Orleans e Bragança, filho primogênito da Princesa Isabel.