A Câmara Municipal de Petrópolis realizou na última segunda-feira (12/11) às 18h, a Audiência Pública para debater sobre a instalação da nova sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos - Parnaso, localizada em Petrópolis no Bonfim. A inciativa do encontro foi do vereador Silmar Fortes (MDB).

Criado em 1939, o Parnaso tem o objetivo de proteger a biodiversidade do trecho da Serra do Mar, localizado na Região Serrana do Rio de Janeiro. No total são 20.024 hectares protegidos e que abrangem os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim.


A sede atual, situada na Estrada do Bonfim em Corrêas, foi inaugurada em 1999 e é a porta de entrada para a travessia Petrópolis x Teresópolis com cerca de 30 km de extensão. O roteiro tem duração de cerca de três dias e o trecho entre as duas cidades possui trilhas com vários níveis de dificuldade que dão acesso a diversos poços e cachoeiras.


Além da integração com as instituições do bairro e entidades ambientais, a audiência também debateu a possibilidade de uma maior aproximação entre o parque e a população do município. “Com a nova sede teremos melhores acomodações, o que possibilitará discutirmos também, por exemplo, uma melhoria no acesso à educação ambiental. Uma ideia seria a construção de um auditório que abrigue visitas de crianças, adolescentes e moradores em geral, para que possam conhecer a mata atlântica e sua biodiversidade”, explicou o vereador Silmar.


Conforme informações contidas no portal do Parnaso, o parque abriga mais de 2.800 plantas catalogadas pela ciência, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios, 83 de répteis e ainda inclui 130 animais ameaçados de extinção e outros só encontrados na região.


“Nossa cidade, entre as demais abrangidas pelo parque, é a que possui maior área verde e ainda não conta com uma sede que possa acolher de forma adequada a população de Petrópolis e o turista. Por isso, a Casa Legislativa realizou o debate sobre a instalação da nova sede, que se tornou possível por meio de emenda parlamentar do deputado Hugo Leal, e de como o Executivo, o Governo Federal e o Legislativo podem contribuir para a finalização e o sucesso do projeto”, finalizou Silmar.